quinta-feira, 30 de julho de 2015

Sinal dos tempos

Levar de referência para o cabeleireiro uma foto da Ísis Valverde de cabelos curtos e sair se achando a cara da Glória Pires. 

Espelho, espelho meu

A vizinha mais feia do prédio entra no elevador de cabeça baixa.
Quando olha pra frente grita:
- Ai que susto!
Só me resta viver com a dúvida se ela estava se referindo a mim ou ao espelho.

Tudo é uma questão de ponto de vista

- Oi moço, desculpa, vou pertinho mas tô atrasada. Felipe Neri com Lucas.
- É pertinho mas é longe, né?
Adoro taxistas espertos. E compreensivos! 

terça-feira, 28 de julho de 2015

In2you

Sozinha em casa, de saída, coloco um perfume qualquer.
De repente me assusto com a minha própria voz:

-Nossa, que cheiro de passado!

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Berga

- Amigo, quanto tá o saquinho da bergamota?
- Um sai por dez e três por vinte. Vai levar quantos, amiga?
- Que? Vocês tão loucos?
- Ô amiga, não sabe a dificuldade de pegar essas frutinhas no meio desse aguaceiro todo e conseguir trazer até aqui pra vender. Tá tudo alagado as plantação.
Decidi fazer a boa ação do dia, me compadeci e comprei. Chegando em casa fiz a bobagem de pesar o saquinho. QUARENTA REAIS o quilo da bergamota. A boa ação do dia virou a boa ação do MÊS!

Atenção

Sexta-feira de muitos compromissos na rua, dia de pedir o carro do marido emprestado.
.:.
Voltando para o estacionamento, o flanelinha muito atento me ataca:
- Foi muito bem cuidado, senhora!
- Ah é? Lá dentro do estacionamento?
Realmente muito atento.
.:.
No estacionamento, pergunto onde estacionaram o carro:
-Ali, na fileira do meio.
Me dirijo a fileira do meio, vou, volto, vou de novo e grito:
- Moço, não tem nenhum carro vermelho aqui!
- Mas a senhora estava em um carro preto...
.:.
Sexta-feira de muitos compromissos na rua, vamos deixar esse negócio de atenção pra lá.

No meio do caminho tinha um gari

Bom Fim, pós Detran, caminho em direção ao restaurante olhando pro chão (mentalmente ainda contando...). Um gari que limpava a calçada pouco mais a frente diz:
- Uma boa tarde, moça!
- Muito obrigada, pra ti também.
- E que seja um ótimo fim de semana!
Parei de contar e sorri.
E juro, quase abracei.

Segredo

De volta ao adorável Detran, Erondina, simpática atendente que me recebeu ontem, volta a me atender. Entrego os papéis para ela que digita rapidamente algo no computador, para e me diz sem dó:
- Posso te contar um segredo?
Meu coração para de bater por alguns segundos até conseguir balbuciar um quase inaudível "pode".
- Ela transferiu o carro hoje mesmo!
- E?
- E então tu podes solicitar o ressarcimento da taxa ao Detran, é só preencher este formulário e colocar no correio ou entregar ali na Voluntários.
- Sei.
Neste exato momento eu iniciei uma contagem para me acalmar. Sigo contando.

Indicação

- Arquiteta, tu tem um eletricista bom, bonito e barato pra me indicar? Se for de confiança e não cobrar os olhos da cara pra uma visita, já tá valendo!
- Tenho dois! O bonito é ruim e o feio é caro, qual tu quer?
Só faltou dizer que, como qualquer eletricista de fé, nenhum dos dois costuma ter tempo!

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Doce vida


- Meu amor, assim tu não me ajuda a ser magra...
- Mas eu te ajudo a ser alegre!


Homônimo

O Detran, aquele órgão adorável que quase me enlouqueceu para conseguir mudar meu endereço de correspondência, ainda não tinha encerrado suas pegadinhas comigo. Depois de vender meu carro e autenticar em cartório minha assinatura no DUT, descubro que preciso, mesmo com este documento que justamente demonstra a transferência do veículo, ir até o Detran comunicar que realmente vendi o meu carro. Para isto basta uma coisa, diz Lucas, o simpático rapaz ao telefone: levar uma cópia do DUT autenticado! Então fomos lá eu, o DUT e meu documento de identidade, que eu não sou boba, para descobrirmos juntinhos que existe também uma taxa a ser paga para comunicar que vendi meu carro. Taxa que pode ser paga através de um boleto, gerado pela internet, mas que aquele simpático rapaz, o Lucas, não me informou que havia! Mas sem problemas! Eles geram no CRVA outro boleto, por uma pequena taxa a mais e que pode ser paga ali mesmo. Ah! Mas a outra taxa, aquela que o simpático Lucas não avisou que existia, é pagável apenas no Banrisul. Ou claro, na sua casa, via Internet, onde poderia ter sido gerado o querido DOC, sem a pequena taxa, antes de ir ao adorável Detran!
.:.
Ao me dirigir até o caixa para efetuar o pagamento, me deparei com um senhor, cujo nome não registrei, mas que visivelmente estava ainda mais furioso do que eu, o que sempre me chama atenção. Ele tem um homônimo, o coitado. E mesmo tendo um sobrenome no meio e possuindo um Citröen enquanto o homônimo possui um Monza, pelo menos uma vez a cada três meses recebe alguma notificação, que o faz ir ao Detran, com ou sem DOC, mas sempre com alguma taxa a pagar! Tá certo, poderia ser pior. Porque pelo menos Kelen Tomazelli, só tem uma.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Nosso goleiro

Jogo tenso, defesaça do Alisson, não me controlo:

- Vou dar um beijo na boca desse Alisson!
- Ninguém aqui vai beijar coisa nenhuma!

(Ah, a vingança...aquela bolachinha ainda tava engasgada!)

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Bolachinha

Guilherme fazendo a lista do super:
- Como é o nome daquela bolachinha da Paola Oliveira que eu gosto?
- Que é da Paola Oliveira tu lembra! Garanto que se a propaganda fosse com a Regina Casé tu não lembrava!
- Nem comia!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Rúcula

Em nenhum outro momento da vida as pessoas ficam tão indecisas quanto em frente a um buffet de saladas. Cada vez que vejo alguém encarando firmemente uma rúcula, numa dúvida cruel (e lenta) pra saber se pega ela ou não, tenho vontade de falar: olha, ela não vai se transformar num bife a milanesa com o poder da mente, serve de uma vez!

sábado, 4 de julho de 2015

Pano de apoio

Dou uma repreendida no Guilherme na cozinha e escuto de volta:
- Claro. O Rodrigo Hilbert limpando cebola na calça é bonito, o Guilherme usando o pano de apoio como apoio é feio. Fácil essa vida de estrela.
Pensei em dizer que a Fernanda Lima também deve chamar a atenção do marido em algumas coisas, mas fiquei com medo da resposta.